datahosting

datahosting
cadastro
SE FOREM FAZER COMPRAS NA NET PRIMEIRO VERIFIQUEM O MERCADO LIVRE É UM ÓTIMO SITE PARA SE FAZER COMPRAS SEM MEDO E SEM DEMORA PARA CHEGAR EM CASA...ESSE SITE É DE CONFIANÇA NELE VOCÊ ACHARÁ OQUE PREOCURA...ENTRE E APROVEITE AS OFERTAS.
http://images.neobux.com/imagens/banner9.gif

Arquivo do blog

FUTEBOL ONLINE

domingo, 22 de janeiro de 2012

Personagens de 'Fina Estampa' abusam das sobreposições; saiba como usar


Olá meninas, boa tarde!

Elas são usadas preferencialmente no inverno, mas as novelas provam que roupas leves ganham sobreposições charmosas e ideais para serem usadas nos dias mais quentes também. A "rainha" do estilo atualmente é Patrícia, vivida por Adriana Birolli, em Fina Estampa (Globo). "Eu gostaria de ter todo o guarda-roupa de Patrícia. Adoro o estilo dela", disse Adriana sobre sua personagem. Tramas abertas, rendas e tecidos transparentes compõem o figurino da personagem.

Outros exemplos também aparecem nos capítulos do folhetim de Aguinaldo Silva. Vanessa (Milena Toscano) surge com algumas peças sobre outras, além de Amália (Sophie Charlotte), que tem um estilo mais romântico, com flores e tecidos naturais.

Para as mais velhas, sobreposições também são bem-vindas, como para Íris (Eva Wilma) e Esther (Julia Lemmertz), que vez por outra aparecem com uma peça sobreposta.

Em Aquele Beijo (Globo), Lucena, a modelo vivida por Grazi Massafera, também usa o artifício, antenada que é com as tendências de moda. Para compor o estilo, ela veste principalmente casaquetos sobre camisetas. E Claudia (Giovanna Antonelli) aposta em lenços sobre vestidos ou blusas, ideais para mudar a cara de uma peça básica.

"A sobreposição de peças e acessórios é um ótimo artifício para dar diferenciação do look. A combinação dos itens é sempre algo único, que transmite bastante informação de moda e afirmação de estilo pessoal. Tudo isso, claro, se não houver nenhum deslize com a montagem do look", afirma a consultora de imagem pessoal e corporativa Marcele Goes, diretora da Estilo Sob Medida.
Segundo a especialista, esses possíveis deslizes acabam ocorrendo de diversas formas:

- Excesso de tecido, dependendo do volume e proporção das peças escolhidas, que faz a pessoa parecer acima do peso real.



- Excesso de texturas, que muitas vezes não combinam entre si, deixando o look visualmente poluído.

- Excesso de cores, quando os tons escolhidos acabam competindo entre si.
Confira mais 5 dicas para não errar:

1. Para sobreposição é preciso observar proporções, volumes e cores. A sobreposição adiciona informação e volume, por isso é muito importante conseguir avaliar o todo da composição.

2. Uma forma mais segura de sobrepor peças é usar tom sobre tom de uma mesma cor ou, ainda, peças de cores de diferentes, mas de profundidade semelhante: todas escuras por exemplo.

3. Em termos de materiais é indicado buscar texturas que "conversem" entre si, por isso é bom sobrepor tecidos igualmente rústicos ou refinados e de mesmo peso.

4. Para misturas mais ousadas (tecidos completamente diferentes uns dos outros), vale manter a linha de pensamento sobre a possível ocasião de uso de cada peça isoladamente para compor o look. Então, se quiser misturar uma camiseta de algodão com uma seda, o algodão precisa ser visualmente rico com bordado, estampa, ser de alta qualidade. Se a camiseta for simples, a seda precisa ter algum acabamento que a deixe mais rústica e casual, como um estonado, por exemplo.

5. É preciso especial cuidado com babados e recortes curvos. Conforme a posição em que ficam no corpo podem aumentar visualmente a região da barriga ou quadril e, ao invés de camuflar uma área mais cheinha, passa a aumentá-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Translate